Diabete e os Olhos

001

Quando ocorre diminuição na produção da insulina (hormônio fabricado no pâncreas), a glicose sanguínea se eleva, desencadeando uma doença, diabetes, que afeta todo o organismo, inclusive os olhos, apressando o surgimento de catarata, glaucoma, e a retinopatia diabética.

A catarata trata-se cirurgicamente, o glaucoma é controlado com métodos clínicos, com laser, e cirurgia. Quando o diabetes afeta o fundo do olho, a retina, a falta de tratamento endocrinológico e oftalmológico adequados levará a cegueira bilateral.
Na fase de retinopatia diabética exsudativa, a mácula é afetada, prejudicando a visão central(usada para leitura). Já na ocorrência de retinopatia diabética proliferativa, a cegueira total estará se aproximando, pois as chances de parar e estabilizar o processo são remotas.
O tratamento do diabetes passa pelo uso de remédios orais e/ou insulina, mais dieta adequada, e ainda a prática regular de exercícios. Quanto a parte ocular, o tratamento, além da catarata e do glaucoma, consiste na fotocoagulação por raios laser na retina, que é mais eficaz quanto mais cedo for aplicado. Por isso, o diabetes exige consultas semestrais ao oftalmologista, única maneira de controlar e estabilizar as complicações oculares.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *